fbpx

Mais um feriado na região, quando milhares de pessoas deixam a capital de São Paulo e o interior em busca das praias da Baixada Santista. Muitas destas pessoas escolhem o Guarujá para esse período de descanso e se deparam, não raramente, com as demoradas filas das balsas na travessia Santos-Guarujá, problema que acomete diariamente os trabalhadores locais há dezenas de anos.

Neste feriado prolongado de Finados, a Baixada Santista deve receber 1,5 milhão de visitantes. A Ecovias estima o trânsito de 240 mil a 375 mil veículos entre sexta e segunda-feira, no sistema Anchieta-Imigrantes, segundo o jornal A Tribuna informa.

Se este feriado prolongado de Finados, celebrado nesta segunda-feira (2), deverá ser marcado com lentidão nas estradas que dão acesso às praias da Baixada Santista, a espera nas balsas para a travessia Santos-Guarujá não deve ser diferente.

A história da demora nas balsas já faz parte da vida das pessoas que moram na Baixada Santista. Há quem tenha testemunhado casos marcantes por conta do atraso do serviço, como uma noiva que não conseguiu atravessar a tempo de participar da cerimônia do seu casamento, deixando o noivo inconsolável.

O problema da demora das balsas é tão sério que a Prefeitura de Guarujá, por meio do Procon, em determinada ocasião, passou a realizar blitz para verificar a qualidade da prestação do serviço, principalmente nos horários de maior fluxo.  A falta de um serviço contínuo e eficiente infringe o artigo 22 do Código de Defesa do Consumidor (CDC), que faz essa exigência às empresas.

A demora na travessia de balsas reflete na economia da cidade de Guarujá, prejudica a vida do trabalhador e do comerciante, além de afetar o turista e o morador local, que buscam lazer no fim de semana.

A construção do túnel é um sonho antigo que transformaria o dia a dia dos trabalhadores que atravessam o canal diariamente para trabalhar em Santos ou em Guarujá, além de tornar a viagem dos turistas uma experiência mais prazerosa, com toda a modernidade e agilidade oferecidas pelo modal.

Foto: Danilo Verpa/Folhapress