fbpx

Foto: Carlos Nogueira/PMS

O prefeito de Santos, Rogério Santos, defendeu nesta quinta-feira (04) a construção do túnel imerso entre Santos e Guarujá, dentro do processo de desestatização do Porto de Santos. Em reunião com o secretário Nacional de Portos e Transportes Aquaviários, Diogo Piloni, no Paço Municipal, o prefeito de Santos destacou o aporte de grandes investimentos no complexo portuário com o encaminhamento do processo de desestatização.

“Nesse pacote de desestatização, estão o túnel imerso que ligará Santos ao Guarujá e outras obras que melhorarão a qualidade de vida da população santista”, afirmou o chefe do Executivo.

No encontro, foi apresentada ao prefeito Rogério Santos, informações sobre o modelo que está sendo desenvolvido para a desestatização do maior porto da América Latina. Diogo Piloni garantiu que o Ministério da Infraestrutura e a prefeitura estão alinhados para que sejam atendidas as necessidades do município no processo.

“O objetivo é trazer benefícios não só para o atendimento de carga e atendimento de logística, mas também para a melhoria da vida de quem depende do Porto e de quem tem o Porto como fonte do seu emprego e das suas oportunidades”, disse Piloni. A Prefeitura terá nova reunião técnica com o Ministério da Infraestrutura para detalhar o modelo que será utilizado e será exibido na audiência pública que será realizada ainda este ano.

Participaram da reunião o diretor-presidente da Santos Port Authority (SPA), Fernando Biral, o secretário municipal de Assuntos Portuários e Desenvolvimento da Região Central, Júlio Eduardo dos Santos, o presidente da Associação Comercial de Santos (ACS), Mauro Sammarco e o diretor de Desenvolvimento de Negócios e Regulação da SPA, Bruno Stupello.

Campanha Vou de Túnel

Além das manifestações de autoridades do Poder Executivo Federal, como o ministro Tarcísio de Freitas, e Municipal, como os prefeitos de Santos e do Guarujá, o projeto do túnel imerso tem expressivo apoio popular.

A campanha Vou de Túnel já recebeu aproximadamente 13,5 mil assinaturas na petição online em prol da construção da obra. A campanha conta também com 95 apoiadores oficiais, entre empresas privadas e associações de classe.

O objetivo é informar a população e conscientizar os gestores públicos dos benefícios econômicos e sociais do projeto do túnel, tanto para a comunidade local, com mais mobilidade urbana e acessibilidade, quanto para o desenvolvimento do Porto de Santos, já que o túnel não cria obstáculos físicos no canal de navegação e possibilita a expansão dos negócios com o porto recebendo navios ainda maiores.

A petição online pode ser assinada por este endereço.