fbpx

O ministro da infraestrutura, Marcelo Sampaio, conheceu a região onde será construído o túnel imerso entre Santos e Guarujá, durante visita ao Porto de Santos, na última sexta-feira (22). Segundo o ministro, os investimentos privados previstos no complexo portuário deverão aumentar a competitividade das exportações brasileiras no exterior e reduzir o Custo-Brasil.

Navegando pelo canal de acesso do Porto, o ministro passou pela área que vai corresponder às futuras instalações do terminal STS10, um dos maiores do Brasil, e pelo local onde será construído o túnel imerso. Além disso, ele também conheceu os detalhes do projeto do túnel que está sendo remodelado pela Autoridade Portuária, conforme noticiou o jornal A Tribuna.

O túnel imerso vai eliminar a atual travessia de balsas pelo canal de acesso, segundo o Ministério da Infraestrutura. O projeto, qualificado em dezembro passado pelo Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), foi considerado pelo governo federal como a melhor opção para a ligação entre os municípios, já que não impede a expansão do Porto e não afeta a movimentação de cargas.

A concessão do túnel será feita à parte da desestatização do Porto. O projeto será licitado separadamente, devendo o vencedor da desestatização reservar R$ 3,5 bilhões em fundo específico para o projeto. O Minfra tem afirmado que há investidores interessados nos projetos de infraestrutura do Porto, a exemplo do túnel.

Nesta terça-feira (26), a Autoridade Portuária de Santos realiza em Santos a segunda edição do “Investors Day”, o SPA Day 2022. O objetivo é apresentar os resultados da companhia em 2021, perspectivas, oportunidades de negócios e a evolução do processo de desestatização. A perspectiva é que o evento conte com possíveis investidores nos projetos do Porto, a exemplo do túnel imerso.

Leia mais sobre a visita do ministro ao Porto de Santos: https://bit.ly/3MwkiN9https