fbpx

A triatleta Rosecler Costa, conhecida como “Ironmãe”, a advogada e jornalista Marcelly Abreu e o campeão mundial de triathlon e primeiro surfista bi amputado do mundo, Pauê, conversam sobre a melhor alternativa para a ligação seca entre Santos e Guarujá

A Campanha Vou de túnel ganhou força nos últimos meses com avanços importantes para que o túnel imerso saia do papel, viabilizando a ligação seca entre Santos e Guarujá. Nesta semana, em um vídeo divulgado pela Santos Port Authority (SPA), a obra é indicada como um dos principais projetos do Porto de Santos. Para difundir os benefícios da obra para a população, o movimento realiza, nesta quarta-feira (01), às 20h, uma live com grandes nomes da região para reforçar os benefícios do projeto.

O porta-voz da iniciativa e engenheiro naval, Casemiro Tércio Carvalho fará a mediação do debate que contará com a participação da triatleta Rosecler Costa, conhecida como “Ironmãe”, da advogada e jornalista, Marcelly Abreu e do campeão mundial de triathlon e primeiro surfista bi amputado do mundo, o Pauê. O debate será transmitido no perfil da campanha no Instagram (@voudetunel) e também nos perfis dos influenciadores, que responderão dúvidas dos internautas sobre o tema.

Ampliar a discussão sobre essa pauta é importante para reforçar e popularizar a luta pelo túnel. Uma causa legítima que conta com engajamento de influenciadores e da população. O projeto materializa um sonho antigo dos cidadãos da Baixada Santista de viabilizar a ligação seca entre Guarujá e Santos. O túnel vai fazer isso de forma econômica e eficiente, desafogando o trânsito e impulsionando os negócios na região.

A campanha Vou de Túnel reúne mais de 70 apoiadores e mais de 10 mil assinaturas na petição online em prol do túnel imerso. A campanha tem promovido ações nas ruas dos municípios da Baixada Santista para conversar com a população sobre os benefícios do projeto.

O projeto do túnel imerso Santos/Guarujá tem capacidade para atender mais de 40 mil pessoas por dia, reduzindo em 25 minutos o tempo de travessia. O túnel não cria obstáculos físicos no canal de navegação e possibilita a expansão dos negócios do Porto, um dos maiores setores de geração de renda e emprego para a região e para o País. Além disso, ele também vai trazer mais segurança para os navios que abastecem o Porto de Santos. O projeto também reduz em 95% as desapropriações e diminui em 72 toneladas as emissões de monóxido de carbono por ano em relação à travessia de balsa.

Ou seja, para além do desenvolvimento do Porto, o túnel promove a mobilidade urbana e qualidade de vida para toda a população de Santos e Guarujá e região. A obra vai facilitar a travessia de milhares de pessoas que circulam entre as duas cidades, seja para estudar, trabalhar, ou para o lazer. Também vai promover ganhos para o comércio das duas cidades, além da valorização do turismo e da expansão imobiliária.

A obra é considerada de suma importância para todos que vivem na região e esperam há quase 100 anos por uma ligação seca. O túnel vai tornar a vida de todos mais fácil, pois, ao invés de meia hora, serão gastos apenas cinco minutos para fazer a travessia entre Santos e Guarujá. Qualidade de vida é essencial, além de ser um direito de todos ter um transporte de qualidade. Os próximos passos da campanha incluem a entrega das moções de apoio das Câmaras Municipais de Santos e do Guarujá ao Governo Federal. Em setembro, o Ministério da Infraestrutura anunciará oficialmente a escolha da obra para a ligação seca. Já em outubro, está prevista a realização de audiência pública na Câmara dos Deputados.