fbpx

A ligação seca é de extrema importância para a cidade de Guarujá. Mas, ao longo dos anos, o debate sobre o tema tem sido capitaneado pelo município de Santos. Milhares de trabalhadores deixam Guarujá diariamente, de balsa, em direção a Santos para trabalhar ou estudar. Da mesma forma, a cidade abriga a Margem Esquerda do Porto de Santos, que também depende muito de uma ligação eficiente entre as duas margens. Logo, o período eleitoral é uma oportunidade para se debater o projeto do túnel e sua importância para as duas cidades.

Durante webinar realizado recentemente pelo jornal A Tribuna, especialistas debateram os projetos dos candidatos à prefeitura de Guarujá para o Porto. O coordenador do Comitê Orientador do Sudeste Export e do Fórum Nacional Brasil Export, Henry Robson, lembrou a necessidade do debate da ligação seca entre os prefeituráveis da cidade. Diante do questionamento, o jornalista Leopoldo Figueiredo, apresentador do webinar, perguntou aos especialistas “por que a prefeitura tem estado tão distante desse debate da ligação seca? Falta protagonismo da cidade nesse debate? Se eleito, o prefeito deve discutir o tema?”

O diretor de Operações Portuárias da Santos Brasil (que administra o Terminal de Contêineres/Tecon e o Terminal de Exportações de Veículos/ TEV na cidade), Roberto Teller, e o presidente do Conselho Consultivo da Associação Comercial e Empresarial de Guarujá (Aceg) e diretor-executivo da Associação Brasileira dos Terminais Retroportuários e das Transportadoras de Contêineres (ABTTC), Wagner de Souza, reforçaram que os candidatos de Guarujá não se posicionaram sobre ligação entre as margens. Segundo Souza, é tarefa deles analisar os projetos para estruturar o desenvolvimento logístico e turístico.

“Acredito que a prefeitura de Guarujá deveria estar ativa no debate da ligação seca, assim como está ativa a Autoridade Portuária de Santos, pois o tema atende aos interesses de Guarujá. Vale a pena o debate. Neste momento é importante que os candidatos levantem a viabilidade técnica e econômica do projeto e coloquem isso para toda comunidade portuária e urbana, e que a Prefeitura de Guarujá participe do debate. Afinal, o projeto da ligação seca vai atender à necessidade de ambas as margens, Esquerda e Direita do Porto”, afirmou Teller.

Para Souza, a cidade teve a oportunidade de ser protagonista neste tema, mas abriu mão de participar da discussão. “Nos seus planos de governo os candidatos de Guarujá não se posicionaram sobre a ligação seca. Eles precisam discutir os projetos para pensar o desenvolvimento logístico e o potencial turístico da cidade, interagir melhor com esse tema e se debruar sobre isso. Se concretizada, a ligação seca vai alavancar e muito o desenvolvimento da cidade de Guarujá”, ressaltou.

Campanha busca difundir o debate nas cidades

A campanha Vou de Túnel tem feito ações nas ruas nas duas cidades, sempre com distribuição de máscaras, para conversar com a população sobre as vantagens do projeto túnel imerso, tanto em relação à mobilidade urbana e qualidade de vida, quanto para o desenvolvimento do Porto de Santos. Os primeiros contatos com os moradores ocorreram no Mercado do Peixe, em Santos, e em Vicente de Carvalho, no Guarujá.

Link para o debate: https://www.youtube.com/watch?v=swHigp2SEkI