fbpx

A campanha Vou de Túnel realizou na última segunda-feira (16) ação no Porto de Santos, durante visita do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. O movimento exibiu uma faixa ressaltando o valor do túnel imerso para a mobilidade regional e o porto. A ação teve a participação de dezenas de pessoas, como portuários, políticos, jornalistas e empresários, que foram ao local acompanhar a assinatura de contratos dos novos arrendamentos.

“Ponte não combina com túnel. Mobilidade urbana e portuária somente através de túnel. Vou de Túnel”. Com essa mensagem, a faixa foi exibida em frente ao terminal da VLI no período da manhã. À tarde, ficou exposta em frente ao prédio da Autoridade Portuária e, em seguida, no terminal da Eldorado, sensibilizando o público presente no Porto. Esta é mais uma ação do movimento Vou de Túnel, que tem levado às ruas de Santos e Guarujá informações sobre as vantagens da travessia entre as duas margens do Porto pelo túnel submerso.

O ministro da Infraestrutura é um defensor do projeto do túnel. Durante sua visita, Freitas reforçou a preocupação com a infraestrutura portuária, como os acessos rodoviários e ferroviários. Ele também citou que o novo modelo de desestatização vai colaborar para a melhoria dos acessos e trará modernidade em Santos. O ministro afirmou à imprensa que a implantação da travessia seca Santos-Guarujá deverá ser incorporada ao novo modelo de desestatização.

Em conversa com a deputada federal Rosana Valle (PSB-SP), o ministro reforçou que a possibilidade de inserir o túnel no modelo de desestatização do Porto, dentro de uma concessão, de forma a “oferecer uma boa solução logística, de mobilidade, que não atrapalhe a expansão e o desenvolvimento do Porto de Santos, que é o maior da América Latina e será o maior do Hemisfério Sul”.

A deputada destacou a importância do apoio do ministro ao projeto do túnel. “Este compromisso é muito importante, pois pode tirar do papel um sonho de décadas da nossa região. O custo do túnel é muito elevado, estimado em mais de R$ 3 bilhões, e só o investidor privado tem condições de viabilizá-lo”, afirmou Rosana Valle. A parlamentar disse que acompanhará de perto toda a tramitação do seu pedido.

O movimento Vou de Túnel busca dar fim a um problema que afeta os usuários da maior travessia de balsas do mundo, com mais de 25 mil veículos por dia, além do setor portuário e a população das cidades vizinhas. O projeto abre caminho para a realização de um sonho quase centenário aguardado por Santos, Guarujá e pela região, da concretização da ligação seca entre as duas margens do Porto.

 (Com assessoria de imprensa da deputada Rosana Valle)