fbpx

O presidente Jair Bolsonaro confirmou presença no 1º Fórum Vou de Túnel de Mobilidade Urbana, que será realizado no dia 11 de março, em Santos. A notícia foi publicada pelo jornal Folha de S. Paulo e replicada em vários veículos de comunicação.

O evento, organizado pela Campanha Vou de Túnel em parceria com a União dos Vereadores da Baixada Santista (UVEBs), reunirá especialistas e autoridades das esferas municipal, estadual e federal para apresentar as vantagens da obra tanto para o crescimento dos negócios do Porto de Santos, como para o aumento da qualidade de vida da população dos municípios.

Bolsonaro confirmou presença no evento após encontro com representantes da Campanha Vou de Túnel, na semana passada, em Brasília. A participação do chefe do Executivo no 1º Fórum Vou de Túnel de Mobilidade Urbana é mais uma sinalização do apoio do Governo Federal ao projeto do túnel imerso como alternativa ideal para a obra da ligação seca entre Santos e Guarujá, uma reivindicação centenária da população da Baixada Santista. O ministro da infraestrutura, Tarcísio de Freitas, participou da reunião no Palácio da Alvorada e também confirmou a presença no Fórum.

No ano passado, Freitas anunciou a escolha do Governo Federal pelo túnel imerso e a inclusão do projeto na desestatização do Porto de Santos, prevista para 2022. Segundo a pasta, os investimentos no porto com a privatização podem chegar a R$ 16 bilhões em obras como o aprofundamento do canal e a ligação seca entre as duas margens. Em dezembro, o projeto do túnel entrou na carteira de obras prioritárias do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), do Ministério da Economia.

Além do apoio do Governo Federal pelo projeto do túnel, o parlamento local também considera o túnel imerso a melhor alternativa para a ligação seca. Em 2021, nove câmaras municipais da Baixada Santista aprovaram moções de apoio ao projeto, resultado do apoio da União dos Vereadores da Baixada Santista (UVEBs) à campanha Vou de Túnel. O projeto do túnel também conta com o importante apoio da deputada federal Rosana Valle (PSB), que defende várias pautas do Porto de Santos em Brasília, além da ligação seca via imersa.