fbpx

Santos e Guarujá estão entre as cidades do estado de São Paulo que mais atraem turistas no final do ano, em busca de lazer na praia. Neste período. a população local e os visitantes sentem ainda mais a falta de um projeto de ligação seca que possibilite a travessia rápida entre os municípios. A campanha Vou de Túnel aproveitou a oportunidade para realizar várias ações na região, conscientizando o público sobre a importância da concretização do projeto do túnel ligando Santos e Guarujá.

Com o avanço da vacinação contra a Covid, muita gente decidiu viajar no final do ano. Nesta época, a população na Baixada Santista praticamente dobra. Desde o dia 28 de dezembro. mais de 530 mil veículos desceram o Planalto Paulista em direção à Baixada Santista, segundo a Ecovias, concessionária que responde pelo sistema Anchieta-Imigrantes. Quem vem passear quer encontrar conforto e praticidade na travessia entre Santos e Guarujá, mas nem sempre é o que se encontra.

O sistema obsoleto das balsas é um problema centenário na vida de quem depende da travessia Santos-Guarujá. Além da lentidão que ocorre principalmente nos finais de semana, outra notícia preocupa os moradores: a tarifa da travessia poderá aumentar em até 50% depois que o Governo Estadual de São Paulo conceder o serviço a iniciativa privada, incluindo também a travessia de pedestres.

Com o túnel, o trajeto será realizado em apenas cinco minutos, contra os atuais 30 minutos. As blitz que ocorreram na balsa (travessia Santos-Guarujá) e no mercado do Peixe, ambos na região da Ponta da Praia, em Santos, abordaram o potencial do túnel no cotidiano das pessoas. As pessoas abordadas pela ação foram orientadas sobre o projeto receberam um folder com informações sobre o túnel e puderam entender melhor a proposta de ligação seca apoiada pelo governo federal e pelo Porto de Santos.

Em dezembro, a ação do Vou de Túnel nas ruas ocorreu nos dias 23 e 24, 30 e 31. Já em janeiro, a ação ocorre nos dias 08 e 09, 21 e 22, 28 e 29. Em dezembro, no total foram abordadas em média cerca de 300 pessoas em dois dias de ação. Durante a campanha nas ruas, as pessoas assinaram a petição online em defesa de túnel. Os números só crescem: eram 13.790 assinaturas, e hoje já são 14.046. Logo será possível alcançar a marca de 15 mil assinaturas, meta da campanha.

Para assinar a petição basta entrar no site da campanha. A proposta do governo federal e do Porto de Santos é que o túnel seja uma realidade em 2022, trazendo mais qualidade de vida para toda a população local.