fbpx

Além de informar a sociedade, a iniciativa colheu novas assinaturas para a petição online que defende o projeto e distribuiu mais de 500 máscaras para os presentes

A campanha Vou de Túnel foi às ruas no fim de semana para conversar com a população, esclarecer dúvidas sobre a proposta e recolher assinaturas em defesa do projeto do túnel imerso, considerado como a melhor alternativa para a ligação seca entre Santos e Guarujá. A cada dia, mais pessoas conhecem e passam a defender o projeto, que vai colaborar com o desenvolvimento do Porto e melhorar a mobilidade urbana na região.

As pessoas que passavam no último sábado (26) pelo Mercado do Peixe, em Santos, e nas proximidades do shopping, localizado junto à travessia das balsas de Guarujá, se depararam com a blitz da campanha.

Em Guarujá, a blitz ocorreu nas proximidades do local onde ocorreu o grave acidente envolvendo um cargueiro e o atracadouro de balsas que fazem a travessia às margens do Porto de Santos. A Blitz da Campanha Vou de Túnel buscou conscientizar e reforçar as vantagens da obra, especialmente a questão da segurança para a comunidade e os benefícios para o desenvolvimento da operação do Porto de Santos.

Além de informar, a iniciativa colheu novas assinaturas para a petição online que defende o projeto e distribuiu mais de 500 máscaras para os presentes. A ação seguiu todas as recomendações e protocolos de segurança das autoridades de saúde no combate e prevenção à Covid-19.

O conselheiro da Associação de Engenheiros e Arquitetos de Santos e porta-voz da campanha, Eduardo Lustoza, explicou que a ação reforçou que o projeto do túnel imerso é a opção mais segura, viável economicamente e a única que atende às necessidades da população além de promover o incremento da operação portuária. “É preciso que todos conheçam a fundo o projeto do túnel imerso, a única opção viável para resolução desse gargalo”.

O presidente da UVEBS (União de Vereadores da Baixada Santista), vereador Betinho Andrade, lamentou o acidente que destruiu um atracadouro na margem esquerda do Porto de Santos, em Guarujá, e também defendeu o túnel imerso como a melhor alternativa para a ligação seca às margens do maior porto da América Latina. “É inadiável a ligação seca entre Santos e Guarujá e a única opção é via túnel. Imagine se tivéssemos uma ponte ali?”, questionou.

Lustoza analisa que o túnel é a melhor alternativa pela questão da segurança dos usuários, mas também por promover a inclusão social e sustentabilidade ambiental e econômica. “Além de mais seguro, a escolha deste modal promove a mobilidade urbana, já que permite a integração de ciclovias e conta com uma via exclusiva para o Veículo Leve sobre Trilhos, reduzindo o tempo de deslocamento com o transporte público”, destacou.

Resultados da campanha

A Campanha “Vou de Túnel” tem promovido ações nas ruas dos municípios da Baixada Santista para conversar com a população sobre os benefícios do projeto túnel imerso, tanto em relação à mobilidade urbana e qualidade de vida, quanto para o desenvolvimento do Porto de Santos, já que o túnel não cria obstáculos físicos no canal de navegação e possibilita a expansão dos negócios.

Desde que começou, a campanha Vou de Túnel mais que dobrou o número de apoiadores. De 31 no final do ano passado para 64 apoiadores entre instituições e empresas.  Atualmente, a campanha conta com 5.5 mil assinaturas na petição online e logo cumprirá a meta de 10 mil assinaturas, o que equivale a 10% do eleitorado de Santos e Guarujá.

Assista ao vídeo da blitz do último sábado (26).